Tribulus Terrestris. O que é? Para que serve?

O Tribulus Terrestris é uma erva daninha afrodisíaca encontrada em regiões quentes. Utilizada como um estimulante sexual, a erva possui ainda propriedades que ajudam a reduzir os níveis de gordura no sangue e controlar a pressão arterial.

Além disso, O Tribulus auxilia no ganho de massa muscular, por isso, é o tipo de suplemento preferido dos frequentadores de academia. Apesar de ser totalmente natural, esta erva, como todo fitoterápico, deve ser usada com cautela, pois, pode provocar reações alérgicas em pessoas suscetíveis.

Principais funções do Tribulus Terrestris

Na sua composição encontramos a substância protodioscina, responsável pelos benefícios da erva. Estudos apontam que esta substância, ao final de uma sequência de etapas, promove importante ação vasodilatadora. Essa característica é fundamental, por exemplo, para o equilíbrio da pressão arterial.

A vasodilatação é o principal mecanismo do sistema sexual do homem. Em outras palavras, está diretamente envolvida no processo de ereção do órgão masculino. Portanto, a erva atua combatendo a disfunção erétil.

Um dos principais motivos da procura do TT por homens de todo o mundo é, acima de tudo, o fato dele colaborar para uma ereção forte e duradoura. Nessa linha, o Tribulus Terrestris tornou-se um produto natural recomendado por médicos urologistas e sexólogos adeptos de tratamentos naturais alternativos.

Outra ação fisiológica interessante da protodioscina é a capacidade de estimular o hormônio LH, encontrado tanto na mulher como no testículo masculino. Nos dois sexos, acontece um aumento da libido de forma geral.

Ao atuar sobre este hormônio, a protodioscina desencadea o processo de ovulação na mulher, ou seja, preparação para a gravidez (ação semelhante a Maca Peruana). Por outro lado, nos homens, o estímulo dispara a produção de testosterona.

Dessa maneira, certamente, o TT pode auxiliar o casal no aumento e manutenção da libido. Ajudar as mulheres que desejam ter filhos e impulsionar o desempenho sexual dos homens.

Tribulus Terrestris Erva Daninha

Tribulus Terrestris Funciona?

Estudos com homens saudáveis entre 28 e 45 anos, que fizeram uso do TT,  comprovam um aumento acima de 40% dos níveis de testosterona num período de 5 dias.

Em conclusão, foi observado na maioria do casos, um aumento significativo da libido e da qualidade das ereções recuperando a atividade sexual. Consequentemente, notou-se uma melhora no humor, além de baixos níveis de colesterol.

Já nas mulheres, pesquisas com o TT representaram eficácia na ovulação. Ao mesmo tempo, diminuição dos sintomas de frigidez sexual, melhora da libido e redução dos sintomas do climatério (menopausa).

O TT demonstrou ação útil no diabetes e também uma considerável função cardiotônica e analgésica. Além destas características, revelou atividade diurética e reguladora de desordens uterinas.

Benefícios do Tribulus Terrestris

  • Aumento da força
  • Aumento de massa magra
  • Função cardiotônica
  • Estimulante do apetite
  • Atividade diurética
  • Melhora a circulação sanguínea
  • Equilíbrio do fluxo menstrual
  • Tratamento da Ejaculação Precoce
  • Aumento da Libido (homens e mulheres)
  • Redução do colesterol
  • Anti-enxaquequoso
Tribulus Terrestris Legítimo

Clique aqui e saiba onde encontrar Tribulus Terrestis com máxima qualidade e regulamentado pela Anvisa.


Disfunção Erétil

A disfunção erétil (DE), também chamada impotência, é a falta da capacidade de conseguir ter ereção. Pode estar relacionada a satisfação do homem em relação ao tamanho do seu membro ou a duração de sua ereção. 

Por anos pensava-se que o problema estaria relacionado apenas a distúrbios psicológicos. No entanto, hoje sabe-se que a disfunção erétil é uma questão mais física e está ligada a quantidade de irrigação sanguínea no órgão masculino. 

Médicos holandeses descobrem pílula para disfunção erétil. Saiba mais.

Principais causas

As causas mais comuns são: 

Ansiedade. A tensão ligada ao estresse e a rotina exaustiva podem minar as forças de alguns homens. Sendo assim, uma terapia deve ser utilizada para diminuir quadros de ansiedade. 

Fatores fisiológicos. Essa é a causa mais comum principalmente em homens acima dos 50 anos. Envolve artérias e veias penianas lesionadas ou endurecidas, ou ainda, vazamento de sangue por dentro do pênis impedindo a rigidez dos corpos cavernosos. 

Ejaculação Precoce. Ato de ejacular antes ou no início da relação sexual tende a comprometer o desempenho erétil, em outras palavras, o homem não consegue ter ereções duradouras porque ejacula rápido. 

Depressão. O indivíduo deprimido está na condição de não ter prazer em nada, sendo assim, eles não conseguem ter ereção. Além do mais, alguns tipos de medicamentos atrapalham o processo de ereção. 

Baixa taxa de hormônio. Em alguns casos o baixo índice de testosterona no corpo está ligado a disfunção erétil. Além disso, hormônios da tireoide também tem relação com a DE. 

Diabetes e outras doenças. Ocorrem problemas fisiológicos em nervos e artérias que promovem ereção. Certamente, um controle da doença irá favorecer o desempenho sexual.

Uso excessivo de anabolizantes. Esteroides em excesso provocam diminuição da taxa orgânica de testosterona produzida nos testículos. Dessa forma, ocorre a diminuição do apetite sexual. Leia mais

Estilo de vida. Sedentarismo, maus hábitos como fumar e principalmente a ingestão de bebidas alcoólicas são fortes causas da DE. Além destes, o excesso de peso também é um fator grave. 

Tratamento da disfunção erétil

Via de regra, o tratamento da DE é sempre baseado na causa do problema. Entre eles estão: 

Aparelhos como bombas penianas. Aparelhos que promovem vácuo por meio de câmaras estimulando a permanência de irrigação sanguínea local, dessa maneira, expandem o órgão. Leia mais

Troca de medicamentos. Como mencionado anteriormente, alguns fármacos podem colaborar para a impotência, portanto, o médico deve analisar a troca ou ajuste de doses. 

Mudanças no estilo de vida. Parar de fumar, parar de ingerir bebidas alcoólicas, perder peso e praticar atividades físicas vão refletir positivamente. Em outras palavras, melhorar desempenho da função erétil. 

Terapia hormonal. O tratamento medicamentoso hormonal pode trazer mais energia, disposição e humor ao paciente. Nessa mesma linha, aumentar o interesse sexual, principalmente em homens de mais idade ou aqueles com baixa taxa de testosterona. 

Implantes penianos. Os implantes geralmente são feitos por hastes semi-rígidas colocadas internamente no pênis como ação final, ou seja, quando os outros métodos não tiveram resultado. 

Prevenção e como resolver a DE

A disfunção erétil pode causar uma tensão no relacionamento e se tornar um problema maior. Portanto, o mais importante é procurar ajuda.

Uma forma de prevenir é estar se conhecendo sempre. Massagens localizadas, masturbação ou exercícios com aparelhos podem auxiliar a melhorar a sensibilidade local, dessa forma, a DE corre menos risco se manifestar.

Algumas vezes os homens evitam situações sexuais por estar envergonhados com a disfunção erétil. Acima de tudo, estas pessoas devem se valorizar e ter auto-estima.

É fundamental o diálogo com o seu parceiro de forma aberta e procurar tratamento juntos se for o caso. Consequentemente, a resolução será mais fácil. 

Em conclusão, a perda da ereção pode levar a um efeito negativo profundo ao homem. A boa notícia é que a Disfunção Erétil tem resolução simples.   

Conheça agora como resolver de vez este problema com produto inovador específico para o pênis descoberto por médicos holandeses. Saiba mais. 

Quer ter alta performance com sua parceira? Leia mais